Resposta а carta dos professores da FAU sobre o ATO do dia14.06.2007 sign now

Carta aberta а comunidade USP

Apуs a realizaзгo de piquete de greve, no dia 13/6, estudantes da FAU estenderam uma faixa ao redor da
administraзгo do prйdio com os dizeres greve. Houve confronto com o diretor da FAU, Silvio Sawaya, que chegou
por volta das 23h, acompanhado da guarda universitбria.

Repudiamos as aзхes contra o ato, desde a postura do diretor na referida madrugada atй a carta redigida pelos
professores durante sua assemblйia no dia seguinte ao ato, onde foi barrada a presenзa de estudantes.

A carta dos professores (abaixo, entre aspas), vindo expressar o repъdio ao ato, acaba se revelando uma tentativa de
desqualificaзгo do movimento estudantil:

"1 Os professores da FAU-USP, reunidos em assemblйia no dia 14.06.2007 repudiam energicamente o ato de agressгo
e intimidaзгo morais ocorrido nesta madrugada na diretoria desta faculdade. A prбtica da democracia e do livre
pensamento, pilares da universidade, repousa no respeito absoluto а liberdade de cada um, no respeito absoluto
ao outro. Essa liberdade foi visivelmente ferida no episуdio desta madrugada."

Este ponto й um repъdio retуrico ao ato, que se vale de conceitos como democracia, livre pensamento,
universidade, liberdade e respeito, sem problematizб-los, para legitimar uma falsa democracia que existe dentro
da universidade.

"2 No mesmo sentido, os professores posicionam-se absolutamente contrбrios а realizaзгo de piquetes na FAU. Ao
decretar sua greve os professores nunca obrigaram nenhum aluno a sair de classe, nem impediram ou constrangeram
qualquer aluno de usar os espaзos da FAU. Da mesma forma nгo podem aceitar que ao declarar greve, os alunos
impeзam seu direito de entrar em sala de aula."

Aqui, os professores comparam de maneira demagуgica sua greve com a dos estudantes e negam o piquete estudantil
sem considerar o constrangimento sobre os alunos que tem ocorrido durante a greve. Й claro que os professores
nunca obrigaram nenhum aluno a sair de classe. Ou eles deram aula durante sua prуpria greve? Ao contrбrio, a
postura dos professores da FAU tem sido, recentemente, coagir os estudantes atravйs de listas de presenзa,
provas e entregas de trabalho.

"3 Os professores de FAU nгo tкm contradiзхes fundamentais com as posiзхes dos alunos na busca por uma faculdade
melhor. Esperam do GFAU, reconhecendo-o como o legнtimo уrgгo de representaзгo discente da FAU, um claro e
urgente posicionamento quanto aos fatos ocorridos na diretoria da FAU nesta madrugada. Confiam tambйm que os
responsбveis por esses fatos nгo representam o pensamento majoritбrio dos alunos."

Dizem que nгo tкm contradiзхes fundamentais com as posiзхes dos alunos, porйm, raros tкm sido os
encaminhamentos dos professores que convergem com o dos estudantes, como o fato de terem saнdo da greve
precipitadamente. Lembramos que o posicionamento do movimento estudantil da FAU й representado pela assemblйia
dos estudantes, e nгo por uma minoria que integra a diretoria da atual gestгo do grкmio.

"4 Os professores da FAU conhecem suas obrigaзхes e respondem por suas atitudes, inclusive a de greve, e
acredita que todos os professores, alunos e funcionбrios da FAU saberгo reconhecer e arcar com suas
responsabilidades."

Atrбs da defesa de que arquemos com as responsabilidades de nosso ato, a carta dб margem a puniзхes arbitrбrias
e insinua que as manifestaзхes polнticas dos estudantes devem ser passнveis de puniзгo.

"5 Os professores da FAU, mantendo sua decisгo de volta imediata ao ensino, pesquisa e extensгo, respeitam,
acreditam e incentivam, o processo inйdito de discussгo das estruturas da FAU que vкm se organizando por meio
da comissгo tripartite indicada na, tambйm inйdita, congregaзгo aberta de 31 de maio de 2007, e nгo permitirгo
que episуdios como os desta madrugada prejudiquem esta construзгo coletiva."

Esse item mantйm a decisгo de volta а normalidade das aulas, pressionando o movimento estudantil em greve, e
canaliza apenas para uma comissгo tripartite, submetida ao arbнtrio da Congregaзгo, toda mobilizaзгo da greve.

Para assistir ao vнdeo da `manifestaзгo do diretor Sawaya, acesse o link

http://video.google.com/videoplay?docid=1538478186787047369&q=FAU+USP&total=46&start=0&num=10&so=0&type=search&plindex=2

Sign The Petition

Sign with Facebook
OR

If you already have an account please sign in, otherwise register an account for free then sign the petition filling the fields below.
Email and the password will be your account data, you will be able to sign other petitions after logging in.

Privacy in the search engines? You can use a nickname:

Attention, the email address you supply must be valid in order to validate the signature, otherwise it will be deleted.

I confirm registration and I agree to Usage and Limitations of Services

I confirm that I have read the Privacy Policy

I agree to the Personal Data Processing

Shoutbox

Who signed this petition saw these petitions too:

Sign The Petition

Sign with Facebook
OR

If you already have an account please sign in

Comment

I confirm registration and I agree to Usage and Limitations of Services

I confirm that I have read the Privacy Policy

I agree to the Personal Data Processing

Goal
0 / 50

Latest Signatures

No one has signed this petition yet

Information

Myrtle FoxBy:
Entertainment and MediaIn:
Petition target:
Comunidade Uspiana

Tags

No tags

Share

Invite friends from your address book

Embed Codes

direct link

link for html

link for forum without title

link for forum with title

Widgets