Pela NÃO ampliação do aeroporto Leite Lopes - Em defesa de um novo aeroporto JÁ para Ribeirão Preto e região sign now

Desde 1995 a população de Ribeirão Preto debate o seu aeroporto através das discussões com a sociedade civil organizada que visavam elaborar a Lei do Plano Diretor. Pelas condições apresentadas pelo aeroporto Leite Lopes e de todo o seu entorno habitado por trabalhadores, onde a sua qualidade de vida estava absolutamente com um baixo padrão, optou-se pela remoção do aeroporto para fora do anel viário. Foi a proposta de lei resultado das intensas discussões políticas do poder executivo com a sociedade civil e aprovada pela Câmara Municipal (LC501/95).

Dois anos depois, 1997, de uma forma meio confusa na elaboração de um projeto de ampliação do Leite Lopes, começou a saga do aeroporto onde a manipulação de informações ficou patente, incluindo estudos ambientais permissivos. À época, a Câmara Municipal criou uma CEE que concluiu pela aprovação desse projeto e inclusive endossou as declarações do secretário de planejamento à época, que afirmou para todos os vereadores que o aeroporto não estava dentro da cidade. Salienta-se aqui a estranheza de que nenhum dos vereadores presentes tenha questionado a esse "expert", responsável pelo planejamento da cidade, onde ficava o aeroporto, já que não estava na cidade.

Sabendo-se que o aeroporto era o invasor (porque antes era um campinho de aviação de um aeroclube) e que para se expandir teria que ocupar espaços, tanto físicos quanto sonoros, na época já ocupados por loteamentos devidamente licenciados, a política pública adotada decidiu por ampliar o ruído aeronáutico e respectivo zoneamento de ruídos deixando as populações desamparadas para depois, quando necessário, desapropriá-las por valores baixos e artificialmente rebaixados. Esse estudo de ampliação do Leite Lopes, por ser um projeto absolutamente absurdo, nem o DAESP aprovou. Só mesmo essa CEE conseguiu encontrar virtudes nele. O assunto encerrou-se por aí mesmo.

Em 2007, eis que a fênix Leite Lopes ressuscita e desta vez com estudos pomposos de EIA-RIMAs. Analisados esses estudos, foram sumariamente derrubados. Eram tão ruins que na análise pelo CONSEMA foram considerados de baixa qualidade e que deveriam ser refeitos. Esse estudo, para simular a validade da alternativa Leite Lopes, entre outras elocubrações, tentou reduzir os valores a serem pagos pelas desapropriações, estimando-as em 60 milhões de reais, que foram derrubados por uma análise simples, avaliatória, que deveria ser de, no mínimo, 180 milhões, ficando clara a intenção de se financiar a ampliação do Leite Lopes com as poupanças das populações pobres que construíram o seu patrimônio material e social a muito custo.

Em razão de todos os questionamentos técnicos que invalidaram a possibilidade de ampliar o Leite Lopes, principalmente pela impossibilidade física de implantar uma pista cargueira segura, a catástrofe ocorrida com o avião da TAM em Congonhas deixou claríssimo para todos que o risco do Leite Lopes se transformar em outro Congonhas era real e objetivo, podendo ter como participantes, além dos passageiros e tripulantes, a própria população residente nas áreas de maior risco. O fato ficou tão evidente que o projeto de ampliação do Leite Lopes foi retirado definitivamente pelo DAESP. Em razão disso foi efetuado o acordo com o Ministério Público.

O Movimento Pró Novo Aeroporto Regional de Ribeirão Preto esperava que o bom senso se manifestasse e que se começasse a pensar na construção de um novo aeroporto para atender às necessidades presentes e futuras da região metropolitana de Ribeirão Preto. Porém, ao contrário, as forças interessadas no uso do "Só o Leite Lopes a Qualquer Custo" (SLLQC), por razões imediatistas e oportunistas, e fingindo que desconhecem as implicações negativas para o desenvolvimento regional e de Ribeirão Preto, insistem em fazer a ampliação de um aeroporto tecnicamente condenado, tentando incutir na população a falsa idéia, manipuladora e irresponsável, da ampliação do Leite Lopes como única alternativa de desenvolvimento, enquanto negligencia a segurança da população, das tripulações e dos passageiros, em nome de uma alternativa econômica, igualmente viável num aeroporto novo.

Por essas razões, o Movimento Pró Novo Aeroporto de Ribeirão Preto vem a público se manifestar contrário a qualquer iniciativa que vise impedir a construção imediata de um novo aeroporto digno para Ribeirão Preto e que possa atender às necessidades do desenvolvimento regional.

O LEITE LOPES FICA COMO ESTÁ e UM NOVO AEROPORTO JÁ!

Sign The Petition

Sign with Facebook
OR

If you already have an account please sign in, otherwise register an account for free then sign the petition filling the fields below.
Email and the password will be your account data, you will be able to sign other petitions after logging in.

Privacy in the search engines? You can use a nickname:

Attention, the email address you supply must be valid in order to validate the signature, otherwise it will be deleted.

I confirm registration and I agree to Usage and Limitations of Services

I confirm that I have read the Privacy Policy

I agree to the Personal Data Processing

Shoutbox

Who signed this petition saw these petitions too:

Sign The Petition

Sign with Facebook
OR

If you already have an account please sign in

Comment

I confirm registration and I agree to Usage and Limitations of Services

I confirm that I have read the Privacy Policy

I agree to the Personal Data Processing

Goal
0 / 50

Latest Signatures

No one has signed this petition yet

Information

Reba MercadoBy:
WorkIn:
Petition target:
SLLQC - Só o Leite Lopes a Qualquer Custo

Tags

No tags

Share

Invite friends from your address book

Embed Codes

direct link

link for html

link for forum without title

link for forum with title

Widgets