Não à extradição de Cesare Battisti ! sign now

Cesare Battisti foi militante da "autonomia operária" [autonomia operaia] nos anos 70, lutou pela emancipação dos trabalhadores e pela justiça social. Foi julgado e condenado por atos cometidos como militante comunista e operário. A justiça italiana, naqueles anos, foi dominada pela "razão de Estado"; previa, em todos os casos, punição exemplar para os rebeldes e, consequência disso, fez uso de acusações falsas, utilizou leis que garantiam impunidade para delatores e, em muitos casos, promoveu o uso de agentes provocadores. O Estado italiano, naqueles anos, não hesitou tampouco em recorrer ao terror de massacres indiscriminados, para construir um esquema de repressão dos "extremismos opostos (opposti estremismi). Nenhum dos agentes provocadores e dos assassinos fascistas que puseram em operação esse projeto foi jamais preso nem condenado; hoje, já não são sequer procurados.
Ao contrário, passados trinta anos, os poucos ex-militantes comunistas que lograram escapar à onda de repressão que se seguiu, nos anos 70, são ainda obstinadamente perseguidos e caçados pelo governo italiano, apesar de terem, todos, declarado que renunciavam a toda e qualquer forma de ação política não-democrática.
Cesare Battisti, hoje, é outro, comparado ao homem que se empenhou nas lutas dos anos 70. Viveu honestamente e em liberdade os últimos 30 anos, sem causar qualquer dano a alguém; descobriu em si mesmo talentos literários e tornou-se escritor de renome; transformou-se, de proletário zangado, em homem de cultura e grande trabalhador.
A pena (que agora se quer executar, por ter dado corpo, jovem de vinte anos, à sua fé comunista), ele já não a terá cumprido pela erradicação e pelo exílio? Por que voltar outra vez a persegui-lo?
Há algo de horrendo, de indizível, nessa loucura persecutória que anima os governos que se sucedem na República Italiana. Por trás dessa perseguição, vê-se, à direita, os espectros do fascismo ainda vivo; à esquerda, vê-se a obsessão por fazer esquecer a traição das esperanças inéditas de renovação e o vergonhoso revisionismo que a atual elite operou no que diz respeito a sua própria história; no centro, por fim, vê-se o refoulé (recalcado) de uma classe política que, paradoxalmente, permitiu o assassinato de seu chefe carismático, Aldo Moro, e que não se perdoa, ela mesma, o que fez.
Lembramos que este é o quinto processo de extradição promovido pela Itália contra exilados políticos italianos. As outras quatro tentativas se concluíram com a não extradição e o caso de Cesare Battisti não é diferente. As sentenças do Supremo Tribunal Federal reconheceram a Luciano Pessina e a Piero Mancini a preponderância do caráter político dos delitos.

Sign The Petition

Sign with Facebook
OR

If you already have an account please sign in, otherwise register an account for free then sign the petition filling the fields below.
Email and the password will be your account data, you will be able to sign other petitions after logging in.

Privacy in the search engines? You can use a nickname:

Attention, the email address you supply must be valid in order to validate the signature, otherwise it will be deleted.

I confirm registration and I agree to Usage and Limitations of Services

I confirm that I have read the Privacy Policy

I agree to the Personal Data Processing

Shoutbox

Who signed this petition saw these petitions too:

Sign The Petition

Sign with Facebook
OR

If you already have an account please sign in

Comment

I confirm registration and I agree to Usage and Limitations of Services

I confirm that I have read the Privacy Policy

I agree to the Personal Data Processing

Goal
300 / 1000

Latest Signatures

browse all the signatures

Information

Carlene ClayBy:
AnimalsIn:
Petition target:
Excelentíssimo Sr. Tarso Genro, Ministro da Justiça do Brasil

Tags

No tags

Share

Invite friends from your address book

Embed Codes

direct link

link for html

link for forum without title

link for forum with title

Widgets