Free Floribar sign now

Faz pouco menos de um mês que recebemos na cidade as comemorações da 2ª Parada da Diversidade. A grande festa atraiu cerca de 20 mil pessoas na Avenida Beira Mar numa comemoração pacífica de alegria e conscientização. Não foram apenas os militantes da causa que estavam lá para erguer bandeira, mas simpatizantes e famílias inteiras que vieram para apoiar e promover o Amar é direito de todos tema desenvolvido pela Associação de Empreendedores GLBT de Santa Catarina.


Faz pouco mais de três anos que Florianópolis tornou-se um dos destinos turísticos em mais evidência para público gay do país - o que não só gera o enriquecimento cultural, como promove o turismo local e, por conseguinte lucro para os comerciantes da Ilha.


Apesar disso, há algumas semanas que o Floribar café lounge dedicado à diversidade, localizado no centro da cidade está impedido de exercer sua função de entretenimento e informação para seu público.


Em funcionamento há quase dois anos, a proposta do Floribar é servir de referência e fator identificatório para gays de todas as idades. É algo que até então não possuíam em Florianópolis - um local físico de alta qualidade dedicado à interação de seus freqüentadores, que outros públicos encontram em ambientes renomados como, por exemplo, o Empório Bocaiúva, Armazém Vieira, Box 32, Ilhéu e Imigrante entre outros.


Tendo em vista que o Floribar está inserido numa área residencial de bastante prestígio, seus proprietários preocuparam-se em adequar o estabelecimento. Eles seguiram estritamente as regras e leis que preservassem a política da boa vizinhança.


O Floribar está devidamente aparelhado com um infalível tratamento acústico, contrato com um estacionamento próximo e também um serviço profissional de segurança nos horários de funcionamento (que por conseqüência também protege a área onde opera).


A perseguição que o bar vem sofrendo começou no momento em que ficou evidente o perfil de seu público. Essa discriminação, hoje conhecida por homofobia, é crime e nesse momento está fazendo uma nova vítima.


Para combater a homofobia e também conscientizar o público o Floribar inicia uma campanha chamada Free Floribar, que pretende arrecadar assinaturas para funcionamento até as 2h e permanência do mesmo no seu endereço atual.





PS: As informações enviadas serão mantidas em sigilo, sendo as mesmas enviadas apenas para as autoridades locais.

Sign The Petition

Sign with Facebook sign_with_twitter
OR

If you already have an account please sign in, otherwise register an account for free then sign the petition filling the fields below.
Email and the password will be your account data, you will be able to sign other petitions after logging in.

Privacy in the search engines? You can use a nickname:

Attention, the email address you supply must be valid in order to validate the signature, otherwise it will be deleted.

I confirm registration and I agree to Usage and Limitations of Services

I confirm that I have read the Privacy Policy

I agree to the Personal Data Processing

Shoutbox

Who signed this petition saw these petitions too:

Sign The Petition

Sign with Facebook sign_with_twitter
OR

If you already have an account please sign in

Comment

I confirm registration and I agree to Usage and Limitations of Services

I confirm that I have read the Privacy Policy

I agree to the Personal Data Processing

Goal
0 / 50

Latest Signatures

No one has signed this petition yet

Information

Marcia SotoBy:
LGTBIn:
Petition target:
Autoridades locais

Tags

No tags

Share

Invite friends from your address book

Embed Codes

direct link

link for html

link for forum without title

link for forum with title

Widgets