Carta ao Embaixador do Irã no Brasil sign now

Estava marcada para o começo do mês de Maio uma visita diplomática do Sr.Presidente Mahmoud Ahmadinejad, da República Islâmica do Irã, ao Brasil, por convite do governo deste. Próximo da data acertada, foi cancelada por ele.
Envolvido, como não poderia deixar de ser, com a questão do Estado de Israel, assim como sua inexorável companhia: a Política Norte-Americana, o governante em questão é alvo comum de ataques por parte da imprensa, na maior das vezes baseando-se em visões preconceituosas e/ou mal-informadas acerca de suas reais opiniões e posições. Assim, estourou no Brasil uma série bastante pertinente de manifestações não apenas contra suas idéias, mas até mesmo à sua pessoa. O tom geral demonstrado pela mídia e por aqueles considerados por ela dignos de atenção foi de que o encontro não deveria acontecer, seguindo fielmente o exemplo dos supostos diplomatas cuja indelicadeza levou-os a darem as costas ao Sr.Mahmoud Ahmadinejad durante a Conferência Durban II em Genebra, quando este discursava sobre o Problema de Israel.
O pilar básico da Democracia é a discussão de qualquer assunto, seja ele o quão problemático for. Logo, todas as atitudes acima descritas podem ser consideradas essencialmente anti-democráticas, posto que, por questões de tabu ou intolerância à opinião alheia, buscam marginalizar e calar toda e qualquer opinião não conivente com a de seus praticantes. Enquanto isso, as mortes continuam acontecendo no Oriente Médio; para que os governantes ocidentais possam ter o conforto de não precisar discutir assuntos desagradáveis.
Crendo, então, que tanto o governo quanto a mídia brasileira demonstraram um comportamento anti-diplomático, achamos de bom tom, enquanto cidadãos, emitir ao Sr.Presidente Mahmoud Ahmadinejad, através da Embaixada do Irã, a informação de que eles não falam por todos os indivíduos do Brasil.


Quem assim também pensar, por gentileza assine conosco a carta que será enviada:



Ao Embaixador da República Islâmica do Irã junto ao Brasil, Ilmo. Sr Mohsen Shaterzadeh:

Gostaríamos de manifestar, em primeiro lugar, nossos mais sinceros votos de irrestrita solidariedade à figura de Sua Excelência Mahmoud Ahmadinejad, Presidente da República Islâmica do Irã, por ocasião de seu belo e lúcido discurso na recente Conferência sobre o Racismo Durban II, em Genebra, no dia 20 de abril. Vale sublinhar, aliás, que Sua Excelência foi até bastante ponderado e cortês em suas palavras: além de racista, Israel é um Estado ilegítimo, criminoso, terrorista e genocida. Assim sendo, Sr. Embaixador, é de nosso talante declarar que o presidente Ahmadinejad, naquele momento, não falou apenas em seu próprio nome, ou mesmo em nome da República Islâmica do Irã: Mahmoud Ahmadinejad encarnou em Genebra a própria CONSCIÊNCIA UNIVERSAL, que não pode tolerar em silêncio as ignomínias do horror sionista.
Desejamos também, Sr. Embaixador, manifestar nossa total concordância em relação às corajosas e pertinentes denúncias feitas por Sua Excelência, por ocasião do mesmo pronunciamento, contra as injustiças político-sociais e econômicas promovidas pelas grandes potências imperialistas do Ocidente, EUA à testa. E estamos cientes, Sr. Embaixador, de que o presidente Ahmadinejad detém autoridade política e legitimidade moral para lançar tais condenações: a República Islâmica do Irã, sob a égide dos nobres ideais da Revolução Islâmica de 1979, conduzida com mestria pelo saudoso Ayatollah Sayyid Ruhollah Musavi Khomeini; e desde 1989 sob a sábia liderança do Ayatollah Sayyid Ali Hoseyni Khāmenei, há 30 anos constitui, para todas as noções oprimidas pelas iniqüidades econômicas do sistema imperialista internacional, um magnífico exemplo, um notável modelo alternativo de soberania e desenvolvimento nacionais.
Saiba, por fim, Sr. Embaixador, que somos muitos aqui no Brasil a hipotecar apoio à República Islâmica do Irã e sua altaneira liderança, a despeito de quaisquer distinções em termos de fé religiosa; infelizmente, contudo, não nos é possível fazer ouvir a nossa voz, pois na peculiar democracia em que vivemos, tão somente têm direito à liberdade de expressão aqueles que podem pagar por ela.
Destarte, Sr. Embaixador, ficaríamos extremamente orgulhosos caso o presidente Ahmadinejad (que, assim esperamos, será reeleito agora em junho próximo) possa visitar o Brasil no segundo semestre do corrente ano; ou, caso o eleitorado iraniano decida sufragar outro candidato, que o futuro primeiro mandatário da insigne República Islâmica do Irã possa igualmente honrar-nos com sua presença em nossa pátria.


Cordialmente,

Sign The Petition

Sign with Facebook
OR

If you already have an account please sign in, otherwise register an account for free then sign the petition filling the fields below.
Email and the password will be your account data, you will be able to sign other petitions after logging in.

Privacy in the search engines? You can use a nickname:

Attention, the email address you supply must be valid in order to validate the signature, otherwise it will be deleted.

I confirm registration and I agree to Usage and Limitations of Services

I confirm that I have read the Privacy Policy

I agree to the Personal Data Processing

Shoutbox

Who signed this petition saw these petitions too:

Sign The Petition

Sign with Facebook
OR

If you already have an account please sign in

Comment

I confirm registration and I agree to Usage and Limitations of Services

I confirm that I have read the Privacy Policy

I agree to the Personal Data Processing

Goal
0 / 50

Latest Signatures

No one has signed this petition yet

Information

Tags

No tags

Share

Invite friends from your address book

Embed Codes

direct link

link for html

link for forum without title

link for forum with title

Widgets