Atropelar em passadeira, com álcool e manter carta? sign now

Na sequência de mais um atropelamento numa passadeira com consequências trágicas (desta vez no Porto), novamente causado por um profissional da estrada (desta vez um taxista), vejo-me, mais do que surpreendido, chocado com o facto de o condutor em questão ter cometido, para além do atropelamento de quatro adolescentes, os seguintes actos:
- condução com 0,94g/l álcool no sangue (taxa registada duas horas depois do atropelamento e portanto mais baixa do que a registada na altura do atropelamento mas ainda quase o dobro da legalmente permitida - eram 4 da tarde)
- fuga após o atropelamento (apresentou-se numa esquadra duas horas após o atropelamento)
A punição imediata foi o pagamento de uma multa de 500 euros na esquadra. O equivalente a ser apanhado a 160 km/h na auto-estrada... Ponto final. Não foi detido. Não lhe foi retirada a carta de condução. Não lhe foi retirada a carteira profissional.
Nada o impede de conduzir hoje, amanhã, depois de amanhã, alcoolizado e de cometer acto semelhante, desejemos que não mas potencialmente a um familiar seu, a um amigo seu, a um colega de trabalho, a um estranho com quem se cruze na rua ou a si próprio.
Tendo na família próxima um caso de vítima de atropelamento numa passadeira, de consequências graves mas felizmente não mortais, e com a total paralisia do sistema judicial, policial e das entidades que regulam quem pode continuar a conduzir neste país, urge exercer pressão para que sejam tomadas medidas no sentido de alterar o estado de guerra civil que continua a assolar o país, a roubar vidas e a destruir muitas outras em redor dos que desaparecem.
Assim, peço-lhe que assine a presente petição para apresentação na Assembleia da República de forma a obrigar (porque parece que de outra forma não vamos lá) os nossos legisladores a:
1. Regularem a taxa de álcool no sangue dos condutores profissionais (taxistas, condutores de autocarros, condutores de pesados de mercadorias, etc) em 0,0 g/l álcool no sangue.
2. Desenvolverem medidas eficientes para punir em tempo útil os infractores.
Há certamente uma série de medidas válidas nesta área, mas é necessário começar por alguma em concreto. Devido ao insulto que a actual inexistência de consequências constitui para as vítimas, para as suas famílias e para o cidadão comum como eu, peço-lhe que junte a sua voz a esta causa que tem de ser de todos (no mesmo número de anos morreram mais pessoas na estrada em Portugal do que no conflito israelo-palestiniano...)

Sign The Petition

Sign with Facebook
OR

If you already have an account please sign in, otherwise register an account for free then sign the petition filling the fields below.
Email and the password will be your account data, you will be able to sign other petitions after logging in.

Privacy in the search engines? You can use a nickname:

Attention, the email address you supply must be valid in order to validate the signature, otherwise it will be deleted.

I confirm registration and I agree to Usage and Limitations of Services

I confirm that I have read the Privacy Policy

I agree to the Personal Data Processing

Shoutbox

Who signed this petition saw these petitions too:

Sign The Petition

Sign with Facebook
OR

If you already have an account please sign in

Comment

I confirm registration and I agree to Usage and Limitations of Services

I confirm that I have read the Privacy Policy

I agree to the Personal Data Processing

Goal
0 / 50

Latest Signatures

No one has signed this petition yet

Information

Kristy LeblancBy:
ReligionIn:
Petition target:
Assembleia da República Portuguesa

Tags

No tags

Share

Invite friends from your address book

Embed Codes

direct link

link for html

link for forum without title

link for forum with title

Widgets