A CULTURA DO DESPERDНCIO sign now

Depois de assistir а assunзгo da cultura como um bem essencial por parte do Estado que conduziu а criaзгo de um Ministйrio da Cultura, а criaзгo embrionбria de uma Rede de Cine-Teatros, а criaзгo de um sistema de apoio financeiro а arte contemporвnea, ao florescimento da criaзгo contemporвnea e а estruturaзгo embrionбria de um tecido cultural diversificado e disseminado pelo paнs, a comunidade artнstica acreditou estar a assistir ao esboзar de uma polнtica cultural.
Nos ъltimos dez anos, criadores, intelectuais, produtores e tйcnicos, foram parceiros activos na criaзгo das condiзхes para a sua materializaзгo. Criaram estruturas profissionais que se disseminaram por todo o paнs (mesmo em contextos culturalmente carenciados), contribuнram para a projecзгo de artistas nacionais no estrangeiro, criaram entre elas dinвmicas de trabalho e parcerias que permitiram a optimizaзгo dos recursos e o desenvolvimento de um tecido artнstico profissional e activo.
Nos ъltimos anos criaram-se estruturas supra-associativas (REDE, APPC, PLATEIA) que participaram activamente na discussгo da lei orgвnica do Instituto das Artes e na legislaзгo do novo sistema de apoio financeiro, e que tкm mantido algum diбlogo com o IA e com a Secretaria de Estado da Cultura.
No entanto, o processo de construзгo de uma verdadeira polнtica cultural tem sido continuamente minado pela sucessiva mudanзa de orientaзхes polнticas, com todas as suas consequкncias.
A instabilidade criada por constantes mudanзas nas equipas ministeriais, que sucessivamente deixam na gaveta muitos estudos e medidas por implementar, a fusгo do Instituto Portuguкs das Artes do Espectбculo com o Instituto de Arte Contemporвnea, o atraso na implementaзгo da legislaзгo do sistema de apoio financeiro, a duplicaзгo das secretarias de Estado da Cultura (Bens Culturais e Artes do Espectбculo) que veio romper com a continuidade do trabalho, tкm desviado a atenзгo do essencial, pondo em causa a continuidade do desenvolvimento do tecido cultural profissional.
A falta de reflexгo e de investimento no desenvolvimento de uma polнtica cultural integrada, que nгo se reduza apenas а atribuiзгo de apoios financeiros, mas que passe pela implementaзгo de medidas estruturantes fomentando o interesse e a sensibilizaзгo da sociedade para as questхes da arte e da criaзгo contemporвneas contribuindo para o desenvolvimento do paнs, tem obrigado estruturas e criadores a permanecer numa simples lуgica de sobrevivкncia.

Й desta forma o prуprio Estado que em ъltima instвncia fomenta a chamada subsнdio - dependкncia ao alhear-se de questхes de fundo como: a articulaзгo entre o Ministйrio da Educaзгo e o Ministйrio da Cultura; o desenvolvimento do estatuto sуcio-profissional do artista, que permita o desenvolvimento digno da carreira dos profissionais do espectбculo; a dotaзгo de meios para que a recentemente renovada Rede de Cine Teatros (com a qual foram gastos milhхes de Euros) possa contratar programadores e tйcnicos especializados que criem dinвmicas locais; a reformulaзгo da Lei do Mecenato, e a sensibilizaзгo do sector econуmico.
Й esta falta de visгo e ineficбcia dos sucessivos governos nas questхes da cultura, que mantйm criadores e estruturas incapazes de criarem meios e formas de crescimento fundamentais, que permitam a longo prazo o aumento da autonomia financeira do sector.

Do recentemente apresentado Orзamento do Estado que prevк uma cativaзгo de verbas na ordem dos 21,4\% - poderб resultar, caso seja aprovado, o que hб muito a comunidade artнstica e a da danзa contemporвnea em particular tem vindo a prever - a desintegraзгo de todo o sector.
Os anъncios de aumento (virtual) do orзamento do Ministйrio da Cultura, que supostamente beneficiaria em particular o Instituto das Artes (instituiзгo cuja funзгo й implementar a polнtica cultural do Governo no domнnio de todo o sector das Artes Contemporвneas) afastam o olhar menos atento da realidade. Cativando 21,4\% das verbas previstas, o Instituto das Artes ficarб na realidade sem verba que permita a continuidade do seu funcionamento, pois dos cerca de 17 500 000 que poderб movimentar 16 900 000 estгo jб comprometidos no Programa de Apoio Sustentado restando apenas 500 000 para os apoios pontuais de todas as бreas, Internacionalizaзгo, Difusгo e Formaзгo de Pъblicos.

Muitas estruturas de criaзгo, formaзгo, programaзгo e de residкncias artнsticas entrarгo em ruptura, e a frбgil rede de funcionamento dos agentes culturais serб destruнda.
Este congelamento nгo afectarб apenas o Instituto das Artes, nem sу o Ministйrio da Cultura!

O Governo do Dr. Santana Lopes e a Ministra da Cultura Dr.Є Maria Joгo Bustorff serгo portanto os responsбveis por concretizarem aquilo que sucessivos Governos tкm vindo a anunciar a quebra irreparбvel na continuidade do desenvolvimento da criaзгo artнstica em Portugal, que poderб levar muitos dos nossos artistas, nomeadamente na бrea da danзa contemporвnea, a sair do paнs.
Um paнs que nгo respeita os seus artistas, os seus cientistas, os seus professores й certamente um paнs sem futuro.

REDE Associaзгo de Estruturas para a Danзa Contemporвnea
15 de Novembro de 2004

Sign The Petition

Sign with Facebook
OR

If you already have an account please sign in, otherwise register an account for free then sign the petition filling the fields below.
Email and the password will be your account data, you will be able to sign other petitions after logging in.

Privacy in the search engines? You can use a nickname:

Attention, the email address you supply must be valid in order to validate the signature, otherwise it will be deleted.

I confirm registration and I agree to Usage and Limitations of Services

I confirm that I have read the Privacy Policy

I agree to the Personal Data Processing

Shoutbox

Who signed this petition saw these petitions too:

Sign The Petition

Sign with Facebook
OR

If you already have an account please sign in

Comment

I confirm registration and I agree to Usage and Limitations of Services

I confirm that I have read the Privacy Policy

I agree to the Personal Data Processing

Goal
850 / 1000

Latest Signatures

  • 06 December 2015850. Tiago C
    I support this petition
  • 03 December 2015849. Marta Romero
    I support this petition
  • 03 December 2015848. Ins S
    I support this petition
  • 03 December 2015847. Cinira Inesproenanetom
    trabalho, pesquiso novos movimentos
  • 03 December 2015846. Diana M
    I support this petition
  • 21 November 2015845. Joo Paulofigueiredop
    faзa-se alguma coisa pelo desenvolvimento deste Paнs!
  • 15 November 2015844. Eduardo V
    I support this petition
  • 12 November 2015843. Catarina Quaresmal
    I support this petition
  • 08 November 2015842. Tnia M
    I support this petition
  • 28 October 2015841. Jos B
    atй quando uma polнtica que nгo olha para as pessoas (neste caso concreto, para os artistas e todos os intervenientes em expressхes artнsticas)...?
  • 06 October 2015840. Maria Cristinaguedesdes
    I support this petition
  • 06 October 2015839. Sofia C
    I support this petition
  • 21 September 2015838. Vania R
    I support this petition
  • 18 September 2015837. Sandra C
    I support this petition
  • 11 September 2015836. Joao C
    I support this petition
  • 09 September 2015835. Sonia P
    I support this petition
  • 06 September 2015834. Paulo V
    I support this petition
  • 05 September 2015833. Susana M
    I support this petition
  • 01 September 2015832. Sofia C
    I support this petition
  • 31 August 2015831. Mnica F
    I support this petition
  • 23 August 2015830. Fernando F
    we're on a road to nowhere...
  • 21 August 2015829. Pedro L
    I support this petition
  • 14 August 2015828. Rui S
    I support this petition
  • 05 August 2015827. Tiago Bartolomeuc
    Produtor teatro /crнtico (http://omelhoranjo.blogspot.com)
  • 30 July 2015826. Jos Manuelpereirag
    Para se ser artista no nosso paнs para alйm de talento й preciso ter muita coragem e muita gente a ajudar. Й tempo de olhar e de concretizar uma polнtica sйria no campo das artes e da protecзгo dos artнstas.
  • 24 July 2015825. Antnio C
    I support this petition
  • 19 July 2015824. Sofia Leiteb
    I support this petition

browse all the signatures

Information

Roland HensonBy:
People and OrganizationsIn:
Petition target:
Exma. Sra. Ministra da Cultura

Tags

No tags

Share

Invite friends from your address book

Embed Codes

direct link

link for html

link for forum without title

link for forum with title

Widgets